Número de vegetarianos quase dobra em 6 anos e atinge 29 milhões, aponta Ibope

Blog

Recentemente, nós falamos sobre como a população vegana dos Estados Unidos teve um crescimento de 600% nos últimos anos.
Aqui no Brasil, a mudança também está acontecendo rapidamente. Em apenas seis anos, o número de vegetarianos quase dobrou no país, segundo o Ibope.

 

 

A pesquisa conduzida em abril deste ano aponta que 14% da população brasileira se declara vegetariana. O percentual sobe para 16% nas regiões metropolitanas de São Paulo, Curitiba, Recife e Rio de Janeiro. Em 2012, a mesma investigação apontava que o número de vegetarianos nestas regiões era de 8%.

 

 

Fugindo dos estereótipos e ideias pré-concebidas sobre o assunto, o estudo aponta que a população acima de 55 anos e com faixas de renda e escolaridade mais baixas são as mais predispostas a adotar uma dieta vegetariana.

Os dados mostram ainda que as pessoas estão demonstrando mais interesse por produtos veganos (ou seja, sem nenhum ingrediente de origem animal). Mais da metade dos entrevistados disse que consumiria mais produtos veganos, caso isso fosse facilmente identificado na embalagem . Além disso, 60% dos entrevistados disse que o faria se os produtos custassem o mesmo do que aqueles que costumam consumir.

 

A pesquisa corrobora os resultados de um estudo conduzido pela Datafolha em 2017, que pontava que 63% dos brasileiros gostariam de reduzir seu consumo de carne.

Para a investigação, encomendada pela Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB) e conduzida pelo Ibope Inteligência, foram realizadas entrevistas em 142 municípios de todas as regiões do país, incluindo representantes de ambos os sexos e de todas as classes sociais, com 16 anos ou mais. Veja a pesquisa completa clicando aqui.

 

Fonte:  https://www.hypeness.com.br/2018/05/numero-de-vegetarianos-quase-dobra-em-6-anos-e-atinge-29-milhoes-aponta-ibope/?utm_source=facebook&utm_medium=hypeness_fb&fbclid=IwAR166s7GPIU0SuilLXQVtnGXIV3WLCtHLPjFhPQjOU-rsEv7PTNLoEl2QtQ

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
 
 

Deixe uma resposta